28/10/2011

Neorrealismo italiano na UFRGS

Print Friendly

O impacto do neorrealismo italiano no cinema moderno foi bastante grande, influenciando diretamente os cineastas da nouvelle vague francesa, além de outros movimentos – como o do novo cinema americano e, até mesmo, do cinema novo brasileiro. Seus principais expoentes foram Roberto Rosselini, Luchino Visconti e Vittorio de Sica.

Em novembro, a Sala Redenção – Cinema Universitário apresenta em sua programação não apenas filmes realizados no período auge do neorrealismo italiano, mas também alguns que, apesar de serem realizados anos mais tarde, dialogam com ele estética e tematicamente.

O quê: Neorrealismo em foco
Quando: 01 a 30 de novembro
Onde: Sala Redenção – Cinema Universitário (Campus Central UFRGS)
Quanto: Entrada franca

Veja a programação:

Obsessão (Ossessione, Itália, 1943, 140 min.) Dir. Luchino Visconti
01 de novembro – 3ª feira – 16h
24 de novembro – 5ª feira – 16h
Itália, início dos anos 40. No miserável Vale do Pó, Giovanna, a frustrada dona de uma pensão, planeja com o amante Gino o assassinato do marido.

A culpa dos pais(I Bambini ci guardano, Itália, 1944, 83 min.) Dir. Vittorio de Sica
01 de novembro – 3ª feira – 19h
03 de novembro – 5ª feira – 16h
O filme mostra as preocupações de uma jovem mãe, que não consegue suportar as pressões geradas pela responsabilidade familiar. Ela abandona o marido e os filhos, arruinando a vida do filho mais velho, Prico, permanentemente.

Roma, cidade aberta (Roma, città aperta, Itália, 1945, 97min) Dir. Roberto Rosselini
03 de novembro – 5ª feira – 19h
04 de novembro – 6ª feira – 16h
O filme retrata a ação da resistência italiana durante a ocupação nazista de Roma ao final da 2ª Guerra. E um grupo de resistentes comunistas tenta escapar da Gestapo com a ajuda de um padre.

Vítimas da tormenta (Sciuscià, Itália, 1946, 95 min.) Dir. Vittorio de Sica
04 de novembro – 6ª feira – 19h
14 de novembro – 2ª feira – 16h
Giuseppe e Pasquale são garotos pobres que vivem de engraxar sapatos, cultivando o sonho de comprar um cavalo branco. Depois de se envolverem em um furto, acabam presos num reformatório. É o começo de muitos problemas que os dois amigos têm pela frente.

Paisà (Itália, 1946, 120 min.)Dir. Roberto Rosselini
14 de novembro – 2ª feira – 19h
17 de novembro – 5ª feira – 16h
O filme é composto de seis episódios que mostram a luta das tropas aliadas para libertar, entre julho de 1943 e o início de 1945, diversas regiões da Itália do domínio nazista.  São histórias de amor, amizade e lealdade que focalizam o relacionamento do povo italiano com os soldados estrangeiros.

A terra treme (Terra trema, Itália, 1948, 152 min.) Dir. Luchino Visconti
17 de novembro – 5ª feira – 19h
18 de novembro – 6ª feira – 16h
Revoltado com a exploração dos comerciantes de peixes, o jovem ´Ntoni tenta convencer seus colegas pescadores a trabalhar por conta própria. Porém, ´Ntoni encontra muitos obstáculos no seu caminho.

Ladrões de bicicleta (Ladri di bicilette, Itália, 1948, 86 min.) Dir. Vittorio de Sica
18 de novembro – 6ª feira – 19h
21 de novembro – 2ª feira – 16h
Roma, 1948. Depois de procurar muito, Antonio consegue um emprego, para colar cartazes de cinema pela cidade, montado em sua bicicleta. Porém, logo no primeiro dia de trabalho, ela é roubada. Junto com o filho pequeno, começa uma busca desesperada pela bicicleta, sua última esperança de uma vida melhor. Grande clássico do Neo-Realismo Italiano, Ladrões de Bicicleta tem conquistado sucessivas gerações de cinéfilos, com sua história humanista e universal.

Alemanha, ano zero (Germannia, anno zero, Itália, 1948, 72 min.) Dir. Rberto Rosselini
21 de novembro – 2ª feira – 19h
22 de novembro – 3ª feira – 16h
Na cidade de Berlim em ruínas, logo após o final da Segunda Guerra, Edmund, um garoto muito pobre, trabalha para sustentar o pai doente e os irmãos mais novos. Um dia, ao encontrar um antigo professor, comenta da situação do pai e entende ter recebido um conselho para matá-lo.

Arroz amargo (Riso amaro, Itália,  1949, 109 min.) Dir. Giuseppe de Santis
22 de novembro – 3ª feira – 19h
23 de novembro – 4ª feira – 16h
No Vale do Rio Pó, mulheres bóias-frias são contratadas para trabalharem na colheita de arroz. Elas trabalham em condições precárias, com as pernas de fora. Uma delas, a camponesa Sivana, se envolve com o vigarista Walter, que já tem uma amante, Francesca.

Europa 51 (Europa ’51, Itália, 1952, 113 min.) Dir. Roberto Rosselini
24 de novembro – 5ª feira – 19h
25 de novembro – 6ª feira – 16h
Irene, uma mulher da alta sociedade, leva uma vida cheia de compromissos e mal tem tempo para cuidar do filho, um garoto muito sensível de 12 anos. Com a inesperada morte do menino, ela mergulha em uma profunda crise e busca um novo sentido para a vida.

Umberto D. (Umberto D., Itália, 1952, 89 min.) Dir. Vittorio de Sica
25 de novembro – 6ª feira – 19h
28 de novembro – 2ª feira – 16h
Início dos anos 50. Enquanto a economia do país renasce, os idosos sofrem com as miseráveis pensões dadas pelo governo. Em Roma, Umberto Domenico Ferrari, um funcionário público aposentado, é despejado por não conseguir pagar o aluguel de seu quarto. Na companhia de seu único amigo, o cachorrinho Flik, Umberto vaga pelas ruas, buscando apenas um objetivo: viver com dignidade.

Noites de Cabíria (Le notti di Cabiria, Itália, 1957, 117 min.) Dir. Federico Fellini
28 de novembro – 2ª feira – 19h
29 de novembro – 3ª feira – 16h
Giulietta Masina interpreta Cabíria, uma prostituta que ganha a vida nas ruas de Roma em meados dos anos 50. Ingênua, ela sonha com o amor perfeito e acredita na bondade das pessoas. Por isso, sofre constantemente desilusões. Em suas andanças pela noite romana, ela se envolve com um astro de cinema em crise conjugal e, também, com um contador, que parece amá-la de verdade.

Os girassóis da Rússia (I girasoli, Itália, 1970, 101 min.) Dir. Vittorio de Sica
29 de novembro – 3ª feira – 19h
30 de novembro – 4ª feira – 16h
Após anos sem notícias, ela viaja para a Rússia em busca do marido, atravessando cidades e campos de girassóis. Quando enfim ela o encontra, percebe que algo mudou entre eles.

Um dia muito especial (Uma giornata particolare, Itália, 1977, 110 min.) Dir. Ettore Scola
30 de novembro – 4ª feira – 19h
A história se passa em 1938. Mais precisamente, no dia 8 de maio, quando Hitler visita a Itália fascista de Mussolini. Enquanto o povo festeja nas ruas, o diretor centra o foco de atenção em dois personagens vividos por Marcello Mastroianni e Sophia Loren. Ela é Antonieta, uma dona de casa solitária, cujo marido (fascista e machista) e filhos foram festejar nas ruas. Ele é Gabrielle, um jornalista homossexual que acabou de ser demitido. Entre esses dois vizinhos excluídos da comemoração política se estabelece uma relação intensa, cheia de confidências e observações sobre a vida.

Deixe seu comentário

*campos obrigatórios

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>